Do(i)s silêncios



Eu...
Eu costumava fazer longos discursos para você,
depois que você partiu.


Eu falava com você o tempo todo,
mesmo sabendo que estava sozinha.


Fiquei meses falando com você.

Agora não sei o que dizer.

Era mais fácil quando eu só imaginava você.

Eu até imaginava você respondendo.


Batíamos longos papos...
Nós dois.
Era quase como se você estivesse lá.
Eu podia te ouvir, te ver, sentir o seu cheiro.
Eu podia ouvir sua voz.


Às vezes a sua voz me acordava.
Ela me acordava no meio da noite.
Como se você estivesse comigo no quarto.

Depois....
foi acabando lentamente.


Eu não conseguia mais imaginar você.

Tentei falar com você como antes,
mas você não estava mais lá.


Eu não podia mais te ouvir.
aí...
eu desisti.


Acabou tudo.
Você...
desapareceu.



Win Wenders - Paris, Texas - 1984.
Roteiro – Sam Shepard

5 comentários:

Klatuu o embuçado disse...

O meu preferido do Wenders!

Dark kiss.
P. S. Isso também não anda bem... já notei...

Quando é seu aniversário? :)

LB disse...

Gostei de cá vir a este belíssimo espaço de letras e imagens. Voltarei!

Beijinho

Tom, um ser diferente... disse...

Olá Sentir!
Que coisa mais linda este texto. Um pouco triste, é verdade, mas nem por isso menos sensível e bonito.
Deixamos um beijo carinhoso.
Tom e Vida.

nunocavaco disse...

Já tinha saudades tuas.

Grande mudança.

Como vais?

Espero que esteja tudo bem, bjo.

Paulo Sempre disse...

Vir aqui é sempre interessante....
Abraço
Paulo