Cão de mim

"Um barco sem porto, sem rumo, sem vela. Cavalo sem sela, um bicho solto, um cão sem dono. Um menino, um bandido. Às vezes me preservo, noutras suicido"
Zeca Baleiro
foto: Luiz Ricardo - Pq das Emas - 26/02/2006

Um comentário:

Sombra disse...

Cão de nós mesmos.... :)