David Lynch; Wild at Heart - 1990
01:57:46,249 --> 01:57:50,618
Sailor Ripley, Lula te ama.
01:57:50,720 --> 01:57:54,747
Mas sou um ladrão.
E um homicida.
01:57:55,392 --> 01:57:57,986
E não tive orientação materna ou paterna.
01:57:58,095 --> 01:58:01,496
Ela lhe perdoou tudo.
01:58:02,399 --> 01:58:04,367
Você a ama.
01:58:06,403 --> 01:58:08,769
Não tenha medo, Sailor.
01:58:09,573 --> 01:58:12,974
Mas... tenho um coração selvagem!
01:58:13,076 --> 01:58:16,375
Se tem um coração selvagem de verdade,
01:58:16,480 --> 01:58:19,347
vai lutar por seus sonhos.
01:58:23,587 --> 01:58:26,556
Não fuja do amor, Sailor.
01:58:28,391 --> 01:58:31,019
Não fuja do amor.
01:58:42,372 --> 01:58:45,239
Não fuja do amor.

3 comentários:

Tiago Moralles disse...

E dá-lhe Lynch.

Alien David Sousa disse...

Bom filme.Boa escolha meu guaraná fresquinho.

beijinhos selvagens

Sentir disse...

Tiago, mais uma dose, pensa que não
li seu post sobre ele, rs. ;)


Alien, bom mesmo, né?
bjo selvagem é doutro planeta, hahaha. adorei!