"O que eu faço com a minha língua?"


Fala-se tanto do beijo francês, que de cá imagino, como algumas tradições seriam diferentes se o objeto do estudo em questão, fosse o Latin Lover (esqueçamos os séculos de diferença entre as civilizações). E sem que o etnocentrismo me ataque, permito-me dizer que o sangue latino faz correr uma postura mais "ativa" em suas nativas, a ponto de não incorporarem muita teoria em situações totalmente práticas. Seguir no empirismo às vezes é fantástico, descobrir na hora o que se fazer, reagir de acordo com a atitude do outro ou criar uma reação a partir de um ato... Uma coisa é certa, não adianta apenas um saber, quando a questão envolve dois.

Provocada por Alien, fui levada ao Kissing.com.

8 comentários:

LB disse...

Nestas coisas há que ser completamente empírico, nada científico... Porque se há coisa que não se deve fazer é copiar e seguir técnicas que, por muito válidas que sejam, podem não ter nada a ver connosco ou com determinada situação, com as nossas emoções, sentimentos, com o(a) outro(a)...
Francês, Inglês, Brasileiro ou Português... a kiss is still a kiss!

Bjo

Sentir disse...

LB;
Algumas características são natas, mas, há sempre exceções, como um brasileiro que não saiba sambar ou um italiano sem senso estético.
No mais, é o dito: só a prática gera perfeição!


Em qualquer língua ;).

Beijocas.

As Sombras de Fim do Dia disse...

beijo é sempre beijo. Quem não se lembra do 1ºbeijo, que provavalmente foi desastroso, sob o ponto de vista técnico, mas que nunca nos esquecemos... eu cá não!

tem uma boa semana ;)

Alien David Sousa disse...

Querida sentir, antes de mais, para ti NUNCA ando sumida sabes muito bem como me encontrar ;)

Adorei o teu texto. As imagens já me eram familiares e sim, não podia de estar mais de acordo contigo.Não faz sentido,quando apenas um o sabe fazer como deve ser. ;)

Beijinhosssssssssssssss

Fabio disse...

Oi Sentir...eis me aqui!

Eu me pergunto quem inventou.
Quem deu o primeiro.
Quem viu primeiro.
Quem resolveu copiar.
Quem inventou ele noutras partes.
Quem nunca deu.
Quem nunca vai dar.
Quem deu mais.
Quem nunca treinou roçando a língua na palma da mão,
na quina da mesa.
Na China tem mais boca que aqui, beijam mais lá que aqui?
...alguém responde?

Fabio disse...

Oi Sentir...eis me aqui!

Eu me pergunto quem inventou.
Quem deu o primeiro.
Quem viu primeiro.
Quem resolveu copiar.
Quem inventou ele noutras partes.
Quem nunca deu.
Quem nunca vai dar.
Quem deu mais.
Quem nunca treinou roçando a língua na palma da mão,
na quina da mesa.
Na China tem mais boca que aqui, beijam mais lá que aqui?
...alguém responde?

Sentir disse...

Sombras;
O primeiro beijo... Concordo. Melhor não lembrar. :D
Mas, nada como o passar do tempo, hein?
Beijos e Boa páscoa.


Alien;
Meu pêssego lusitano, não te beijo a boca para não me perder no espaço. :D
Mas, tbm por saber que gostamos da mesma fruta. :D
Então desejo que um tipo Santoro ou Gael esbarre em ti, numa tarde qualquer e faça isso por mim. ;)
Tenho certeza que se precisar você dá aula. Sim te acho fácil, guardadinha no meu coração.
BEIJOKAS. Bom feriado. Boa páscoa.


Fabéculo;
A China? A China? Mais que aqui? NUNCA! Numa única noite de carnaval rolam mais chupadas de língua que chineses no mundo.
Ai que vontade agora. Peraí, vou ali, lavar a mão. :D
BEIJO COM GOSTO DE CAFÉ DA RUA 4. Boa páscoa.

Espaço Feliz disse...

Perfeito!!!
tanta coisa pra saber
tah, ai uma q soh dah prazer
no fazer!!!
Simples, lindo e eskisito
ser por momento, de dois!!!
Beijosssss