aquele pânico de se perceber balzaquiana, que por muito a atormentou, de tão grande amenizou o mergulho na metanóia. vivendo de verdade e finalmente livre da ansiedade, disse, sem medo do clichê: “minha vida começou depois dos trinta”.

6 comentários:

Felipe A. Carriço disse...

O tempo passa rápido o suficiente para não ser possível persegui-lo.

Tiago F. Moralles disse...

E quem acha o contrário?

Marcelo Novaes disse...

Bendita conversão.






Beijos,




Marcelo.

Iasnara disse...

é verdade Felipe.

eu achava Tiago.

Iasnara disse...

rá! conversão é a palavra, Marcelo.

Marcelo Novaes disse...

Iasnara,




Como no bolo não tem espaço pra postar [não tem lugar na mesa, snifff...], meus parabéns eu dou por aqui.



Beijos, e felicidades.







Marcelo.