ele sonhou, eu pensei junto: bárbara e maximiliano brincavam na água. não revelei o nome dos filhos que ainda não tive - só me assustei com os detalhes. era cedo ainda, prematuro falar de futuro, eu demoro acordar e nossa relação se concretiza nas horas úteis. re-começamos a vida de hoje, assim: ele deseja um sossego maior, eu a sorte de um amor tranquilo. no nós cabem dias claros com(o) crianças correndo na praia. passamos o tempo entre o laranja e o vermelho, desatando nós, abrindo nossas versões, desconstruindo palavras e planejando vidas verdes. ainda não percebi, talvez ele sim: a nossa coisa já passou de distração para intenção há muito.

2 comentários:

Rafael Amaral disse...

O nós se faz.
Eu me desfaço.
A gente constrói.
Eu me entrego.

Tudo em palavras.

Sentir disse...

eu acabei de perder as minhas. me ajuda a encontrar.